Tel.: (21) 3619-6300 / (21) 99973-6300

Melanoses solares: saiba mais sobre elas!



Popularmente chamadas de “manchas senis”, as melanoses solares ganharam esse nome porque geralmente surgem em idosos – embora não sejam causadas pela idade, mas pelos danos solares ao longo dos anos. Os efeitos do sol desencadeiam uma produção atividade dos melanócitos – células que produzem melanina, o pigmento que dá cor à pele. A exposição solar do dia a dia, paulatinamente, vai degradando as células que, no futuro, sofrem alterações e podem dar origem às manchas.

O resultado é uma derme cheia de manchas amarronzadas, geralmente pequenas. Essas manchas costumam surgir em pessoas de pele mais clara e em regiões do corpo cronicamente expostas ao sol, como dorso das mãos e dos braços, colo, ombros e rosto.

Há algumas opções de tratamento que podem clarear e amenizar as manchas. É o caso da cauterização química, da criocirurgia, do dermoabrasão, dos peelings químicos e da luz intensa pulsada. Mas o ideal ainda é trabalhar na prevenção: uso contínuo de filtro solar e proteção física ajudam a proteger a pele do fotoenvelhecimento.
É importante também um diagnóstico preciso, para excluir a chance de outras manchas de natureza maligna, já que este é um dos primeiros indícios de câncer de pele. Tudo deve ser devidamente acompanhado pelo médico dermatologista.

Recebe no seu e-mail mais informações sobre este assunto